Flisol 2019 é marcado pelo grande público e por muito software livre

A sexta edição do Festival Latino-americano de Instalação de Software Livre (Flisol) aconteceu no dia 27 de abril no Instituto Federal do Triângulo Mineiro (IFTM) campus Paracatu. O evento, que acontece em 21 países na mesma data, o último final de semana de abril, reuniu em Paracatu cerca de 300 pessoas. Palestras, minicursos e apresentações fizeram parte da extensa programação.

Faltavam poucos minutos para as sete horas da manhã e o IFTM campus Paracatu já estava cheio de adolescentes e jovens, estudantes da instituição e visitantes, aguardando para o credenciamento. O evento reuniu pessoas de várias localidades, incluindo cidades vizinhas como João Pinheiro, Guarda-Mor e Unaí, além de cidades mais distantes como Formosa-GO.

20190427_072221
Participantes realizam credenciamento para o evento pela manhã (Foto: Ronaldo Dilascio/IFTM/Reprodução)

Manhã

A abertura do evento, no auditório do IFTM campus Paracatu, foi feita pelo diretor-geral da instituição, Ronaldo Eduardo Dilascio, que falou sobre a importância dos presentes aproveitarem o evento e todas as oportunidades oferecidas através dele.

“Em nossa missão de ofertar educação profissional e tecnológica, a extensão tem papel de destaque na formação de excelência que buscamos, projetos, atividades e eventos que complementam o desenvolvimento de habilidades e competências dos alunos, bem como ações voltadas para a comunidade externa são incentivadas e o Flisol, que o IFTM sedia em Paracatu desde 2014, é um desses eventos”, destacou o diretor-geral.

20190427_080211
A abertura do evento contou com o auditório lotado (Foto: Ronaldo Dilascio/IFTM/Reprodução)

Em seguida, o professor, coordenador do evento desde seu início e da Coordenação de Apoio ao Estudante (CAE) do IFTM campus Paracatu, Roitier Campos Gonçalves, fez uma ligeira apresentação sobre as edições anteriores do Flisol Paracatu, as parcerias que foram estabelecidas até que o evento tomasse a dimensão que tomou. “Nessas seis edições do Flisol Paracatu nós trabalhamos a disseminação do software livre, a filosofia da política de código aberto e da liberdade de expressão através do desenvolvimento de ferramentas tecnológicas […] e aqui no campus os efeitos disso têm sido fantásticos”, explicou Gonçalves.

Às 8h da manhã, aconteceu a primeira rodada de palestras e minicursos, espalhados pelos laboratórios e salas da instituição. No auditório, houve duas palestras, respectivamente, sobre as possibilidades de uso do software livre para trabalhar e da aplicação da filosofia livre na criação de autonomia para os deficientes visuais. Já nas salas de aula e laboratórios, os temas trabalhados foram: uso da ferramenta LaTeX para trabalhos acadêmicos, desenvolvimento de software livre em C#, linguagem de programação R e aplicações em matemática e estatística, comandos no terminal Linux e uso de tecnologia para ensino e aprendizagem de língua estrangeira.

20190427_103052
Denis Nobre realiza palestra sobre desenvolvimento de software (Foto: Ronaldo Dilascio/IFTM/Reprodução)

Às 10h20, houve a principal palestra do período matutino, com o Analista de Automação da mineradora Kinross Paracatu, Denis Nobre. Ele trouxe, como tema, o desenvolvimento de aplicações de alto nível utilizando código aberto (open source). As aplicações são assim consideradas porque processam vários procedimentos e funções, acessam a banco de dados, geram visualização gráfica de resultados, além de terem diversas estruturas de decisão e ciclo. Ainda pela manhã, alunos do campus vestidos com roupas coloridas animaram, com algumas coreografias, as pessoas que andavam pelos corredores.

Tarde

Depois do almoço, aconteceu a segunda rodada de palestras e minicursos. A tarde foi de promoção da diversidade e informação no auditório, com duas palestras com os temas Ciberbullying e o papel das mulheres na tecnologia. Nos laboratórios, a programação ficou por conta dos temas: IoT e suas aplicações com arduíno, criação de videogames com hardware aberto e software livre, desenvolvimento de circuitos e programas com Tinkercad, modelagem de banco dados com Workbench e formatação ABNT com Libre Office.

20190427_152357
Danilo Almeida, palestrante convidado, trouxe um apanhado histórico (Foto: Ronaldo Dilascio/IFTM/Reprodução)

Para encerrar o evento, a principal palestra da tarde foi conduzida por Danilo Almeida, do Instituto Federal de Goiás campus Formosa, que explanou sobre a revolução do computador e do software livre na História. Logo após a palestra, com o auditório cheio, houve o sorteio dos principais brindes do evento, fornecidos por empresas de Paracatu, parceiras do evento.

Install Fest, brindes e o futuro do Flisol

Durante todo o evento, aconteceu no hall em frente ao refeitório a instalação de softwares livres para os interessados. O Install Fest, como é chamada essa área do Flisol Paracatu, atraiu dezenas de pessoas para conversar sobre software livre, tirar dúvidas e instalar uma das três distribuições presentes no evento: Debian, Mint e Ubuntu. Além de software livre, também foram distribuídos adesivos alusivos à serviços de internet, softwares e distribuições linux. A cada palestra e minicurso também, a equipe de voluntários distribui vários brindes que foram sorteados para os participantes.

Mesmo para quem não tinha notebook ou não pôde levar para o evento, foram disponibilizados CDs com as distribuições para que os interessados pudessem fazer a instalação em casa. No espaço, além de professores estavam alunos de períodos finais do curso superior de Análise e Desenvolvimento de Sistemas do IFTM campus Paracatu para auxiliar os interessados no uso ou na instalação de softwares livres em seus computadores pessoais.

Roitier Gonçalves, coordenador do evento, falou sobre as expectativas para as próximas edições do que chamou de “a festa do software livre”. “As nossas expectativas para o futuro são de expandir isso [o evento] para a cidade de Paracatu inteira, para as cidades vizinhas, queremos crescer abrangendo Unaí, João Pinheiro, tendo edições do Flisol nessas cidades em instituições parceiras pra que aquelas pessoas que não conseguem vir à nossa festa no IFTM que possam ter a festa nas suas cidades”, festeja o coordenador.

Reportagem: Bruno Cidadão

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s